Redes sociais

Fonte: Wiki Contra o Acordo Ortográfico
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Como estão a ser mal usadas[editar | editar código-fonte]

Duma forma geral, as pessoas contra o acordo falam entre si, trocando exemplares de más implementações do acordo, de inconsistências, e queixando-se entre si. Não dirigem o seu discurso para o público em geral.

Não solicitam acções directas no mundo civil, nem partilham demonstrações de acções directas no mundo civil.

Facebook[editar | editar código-fonte]

Existem vários grupos no Facebook de pessoas que não concordam com o acordo. A energia dos seus membros é dissolvida com «gostos», reacções simbólicas como o ícone de «fulo», e declarações entre pares.

Twitter[editar | editar código-fonte]

Alguma da discussão é agregada na etiqueta #ao90 que tem um tom neutro. Uma etiqueta com um juízo explícito preferível é a etiqueta #contraAO.

Como deveriam ser utilizadas[editar | editar código-fonte]

As redes sociais deveriam apoiar os resistentes para a realização de acções directas no mundo real, e para a partilha de demonstrações de acções directas no mundo real que incentivem e entusiasmem outros a fazer o mesmo, numa campanha contínua e crescente.

Twitter[editar | editar código-fonte]

  1. Usar a etiqueta #contraAO e mencionar empresas, instituições e personalidades públicas para, publicamente, mencionando-as pelo @nome de utilizador, exprimir a preferência pela não adopção do acordo.
  2. Incentivar os seus seguidores a acções directas deste guia de guerrilha.

Reddit[editar | editar código-fonte]

Grupo explicitamente criado para a partilha de demonstrações de acções directas: r/contraAO.

Facebook[editar | editar código-fonte]

Nos vários grupos de desacordo ao acordo ortográfico, promover mutuamente este os seus membros acções directas de resistência civil. Colocar gostos nessas demonstrações para as incentivar.

Para unificar todas as publicações contra o acordo de 1990, em todas as páginas e todos os grupos, incluir a etiqueta #contraAO.